Os emigrantes portugueses que procuram casa no nosso país têm, na sua maioria, preferência pelas grandes cidades, Lisboa e Porto são as mais atractivas, revela estudo do idealista, que analisou as pesquisas efectuadas em português com origem em países de língua não portuguesa.

O distrito de Lisboa concentra 23,6% das pesquisas dos portugueses no estrangeiro, seguido pelo distrito do Porto (16,2%), Faro (9,3%), Setúbal (9,2%), Braga (8,8%) e Aveiro (5,6%). Seguem-se Leiria (4,2%), Santarém (3,5%), Viseu (3,2%), Coimbra (3,1%), Viana do Castelo (2,3%) e Ilha da Madeira (2,2%).

Por outro lado, os distritos que menos despertam o interesse dos portugueses no estrangeiro são Ilha Terceira, com 0,2% das pesquisas, seguida pelo distrito de Bragança (0,6%), Ilha de São Miguel (0,6%), Guarda (0,9%), Portalegre (1%), Beja (1,2%), Vila Real, Castelo Branco e Évora (1,5% nas três cidades).

Os emigrantes procuram, na sua maioria, imóveis à venda em todos os distritos, com 85% do total das pesquisas a nível nacional. Já em Lisboa, 27% das pesquisas realizadas foram para a procura de habitação para arrendar e no Porto, 17% para o mesmo fim.

Top 5 cidades mais procuradas

No ranking das cidades mais procuradas desde o estrangeiro pelos portugueses, na primeira posição encontra-se Lisboa para todas as pesquisas com origem em França, Reino Unido, Alemanha, Espanha e Itália. Porto e Cascais também predominam as pesquisas realizadas, surgindo no Top5 dos mesmos países. Vila Nova de Gaia aparece na segunda posição para pesquisas feitas desde França e quarta desde a Alemanha. O Seixal é a quarta cidade mais pesquisa pelos portugueses no Reino Unido e Oeiras a quarta mais procurada desde Espanha e sexta desde Itália. Por último, o norte de Portugal está representado por Braga, surgindo na sexta posição das pesquisas com origem em França e Alemanha.