Preço, clima e segurança são alguns dos fatores que levam os clientes estrangeiros a escolher Portugal como destino do seu investimento imobiliário.

“Em tempo de pós-confinamento assistimos a um aumento da procura de imóveis de luxo por parte de compradores estrangeiros”, começa por revelar a equipa do MAXGROUP, grupo imobiliário pioneiro da rede RE/MAX em Portugal, em nota enviada aos jornalistas. “Esta procura”, continua, “alarga-se a todo o território português, mas a capital acaba por ser a cidade eleita por grande parte deste novo público.

Para viver ou para investir, Lisboa continua a ser uma cidade bastante atrativa e tem cativado, cada vez mais, compradores oriundos dos mais diversos países.

Estes clientes do imobiliário posicionam-se agora num segmento de luxo e veem em Lisboa um conjunto de fatores que os leva a fazer a sua opção de compra, reforça o grupo imobiliário. 

Entre os critérios de escolha dos clientes estrangeiros sobressai a questão do preço, sendo que a cidade de Lisboa continua a ser uma das capitais europeias com valores de referência abaixo de outras da Europa. Ainda assim, questões de segurança determinam muitas vezes a deslocação de famílias inteiras.

Outros aspetos que acabam por influenciar esta escolha são o clima que faz deslocar pessoas do Norte da Europa, os incentivos ficais promovidos por protocolos entre Portugal e os seus países de origem e, ainda, a história, a luz e a tipicidade da nossa capital. 

Exemplo desta procura, salienta o mesmo comunicado, é o Edifício Álvares Cabral Premium Apartments. Situado numa zona emblemática de Lisboa, este edifício de luxo tem atraído muitos clientes estrangeiros, com um especial destaque para o público francês que se tem rendido aos vários atributos deste produto imobiliário. 

“Este empreendimento nasceu a partir de um edifício já existente na famosa Avenida Álvares Cabral que, através de um arrojado projeto da Coporgest, se transformou num edifício moderno, totalmente remodelado, utilizando nobres acabamentos”, revela Susana Andrade, Consultora Imobiliária da REMAX MAXGROUP TELHEIRAS, citado em comunicado.

É um edifício composto por 19 apartamentos, note-se, com tipologias de T1 a T4, e longe do reboliço turístico, mas localizado numa das melhores zonas residenciais de Lisboa.

“Este é sem dúvida um investimento seguro que acaba por atrair um público estrangeiro que procura Portugal para viver ou investir. Os principais requisitos deste tipo de cliente são a localização, a qualidade e a tranquilidade”, sustenta.