De acordo com o Europa Cities Guide 2021, da Knight Frank, há quatro cidades na Europa que são as melhores para investir em 2021. E uma delas é portuguesa.

Onde é mais vantajoso financeiramente investir em uma segunda casa e em casas atualmente no mercado, este ano? A Knight Frank responde.

De acordo com o Europa Cities Guide 2021, da agência imobiliária internacional, há quatro cidades na Europa que se destacam como as zonas de melhor investimento imobiliário em 2021. Ainda que, o impacto da Covid-19 e do Brexit, no mercado imobiliário, tenha trazido desafios, com muitas dessas grandes cidades a reagir ao efeito dos últimos 12 meses.

Das quatro cidades em destaque, uma delas é portuguesa

Lisboa surge no topo da tabela como uma das melhores cidades europeias para se investir em 2021.

Revela a Knight Frank, de acordo com os dados do estudo, que a capital portuguesa é “popularmente conhecida por sua arquitetura colorida e ornamentada, sendo a única cidade da Europa que não fica apenas no litoral, mas também tem acesso a algumas das melhores praias do continente em menos de 20 minutos.”

Razões para investir na capital portuguesa

Em primeiro lugar, Lisboa oferece um valor muito melhor do que muitos dos seus parceiros europeus. Um apartamento médio em Lisboa pode custar 3.600 euros por m2, enquanto um imóvel prime pode custar até 8.400 por m2.

Dados do estudo da Knight Frank mostram que, antes da pandemia, Lisboa era uma escolha popular entre os turistas, graças ao seu clima quente e à variedade e atmosfera de cidade na praia.

Outros dos motivos para investir em Lisboa recai também nas grandes credenciais de sustentabilidade, com uma série de iniciativas que a colocam na vanguarda das cidades mais verdes da Europa, incluindo o esquema de compartilhamento de bicicletas introduzido em 2017, com dois terços da frota sendo elétricos, a maior rede de carros elétricos do mundo, e 39% dos veículos municipais são elétricos.

Ainda no estilo de vida, na acessibilidade e segurança, note-se, são razões destacadas pela Knight Krank, para se investir na capital portuguesa. Segundo dados do estudo, 60% dos interessados a investir, são locais enquanto 40% são estrangeiros.

O apelo internacional também é ajudado pela reputação do povo português de ser um dos mais acolhedores e amigáveis ​​da Europa, sustenta a imobiliária.

Quais são as outras três cidades europeias melhor para investir?

Madrid, Genebra e Viena

Revelam os dados do estudo, que Madrid destaca-se das restantes cidades europeias pela suas oportunidades sociais, culturais e de negócios, aberta 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Quando se trata de lazer e cultura, a oferta da capital parece infinita: Teatros, museus, galerias de arte, desportos, compras, educação, restaurantes, bares.

No caso de Genebra, dados revelam que é uma cidade popular entre os expatriados, em constante crescimento e evolução, com 90 novas empresas sendo inauguradas em 2019 somente na cidade.

Também tem excelentes conexões de transporte público para o centro da cidade, chegando a uma série de locais sociais ​​ao longo da margem esquerda do seu lago, perto de algumas das melhores escolas do país.

Por último, mas não menos importante, Viena é também uma das melhores cidades europeias para se investir este ano, porque apresenta uma arquitetura majestosa, cena de cafés, valsa e música popularizada por Johan Strauss.

Também possui uma classificação elevada em escala global em termos de seguridade social, segurança, acesso a cuidados de saúde e educação de alta qualidade, condições de infraestrutura, oportunidades recreativas e um ambiente saudável.